YoutubeFacebook

Mensagens

LÍDERES DE VISÃO

 A prática da escolha de presbíteros e diáconos na vida da igreja cristã é muito antiga. Na verdade, vem sendo desenvolvida desde o primeiro século do cristianismo. O Evangelista Lucas relata que no retorno da primeira viagem missionária, Paulo e Barnabé promoveram em cada igreja a eleição de Presbíteros, e em oração e jejum os eleitos eram enviados para servir a Igreja (Atos 14.23). Este mesmo Evangelista informa que em virtude do grande crescimento da Igreja, houve a necessidade de escolher homens que pudessem auxiliar os apóstolos que estavam grandemente atarefados. Assim sendo, a escolha foi de 07 homens que pudessem desenvolver um bom serviço de atendimento às viúvas e demais pessoas carentes da Igreja (Atos 6.1-7). Já no Antigo Testamento requeria-se cuidado pelos pobres e necessitados (Salmo 9.18). 

 
É nesta primeira eleição de diáconos na igreja cristã que podemos vislumbrar algumas evidências de líderes de visão.
 
Em primeiro lugar os líderes precisam possuir a visão dos necessitados. O texto informa que quando houve o levantamento da real situação da igreja em que pessoas estavam passando necessidade, e ao mesmo tempo estavam sendo esquecidas, logo houve uma assembleia para resolver esta questão. As viúvas dos judeus gregos (Helenistas) estavam sendo esquecidas e discriminadas pelos judeus nativos (Judeus da Palestina). Isso é sinal de sensibilidade da liderança que procurou solucionar o problema para que os necessitados fossem socorridos imediatamente. Na Igreja de Cristo nós somos membros uns dos outros. Quando um membro sofre todos sofrem juntos (1 Coríntios 12.26). Portanto, é responsabilidade da liderança prover todos os meios necessários para que os necessitados sejam socorridos. Surge, então, o ministério diaconal, destinado a “servir”aos necessitados, ou seja para servir à mesa. 
 
Em segundo lugar os líderes precisam possuir a visão do ensino. É importante observar que os apóstolos deixaram bem claro que eles deveriam continuar ministrando a Palavra. Eles continuariam vivendo assim uma vida de oração e envolvidos com o ministério da Palavra. Esta é a visão do ensino que precisa ser algo contínuo na vida da igreja. As necessidades precisam ser atendidas, mas o ensino não pode deixar de ser ministrado para a sustentação espiritual do povo de Deus. Aqui está uma junção entre o cuidado com os necessitados, que é um atendimento a vida física, e o cuidado com a vida religiosa que é um atendimento a vida espiritual. 
 
Em terceiro lugar os líderes precisam possuir a visão dos valores espirituais. É importante ressaltar no texto que os apóstolos declararam que iriam continuar consagrados à oração. Eles estabeleceram como qualidade na escolha de diáconos alguém que fosse cheio do Espírito Santo. Quando se faz referência a eleição de Estevão, este é referido como um homem cheio do Espírito Santo. Jesus, como maior exemplo de liderança, ensinou e praticou a oração e envolveu seus apóstolos na vida de oração, convidando-os sempre para orar com Ele. Estas evidências apontam para uma liderança grandemente envolvida com os valores espirituais. Segundo o comentário da Bíblia de Genebra os dois requisitos para um ministério de serviço, em todos os tempos, são obediência ao Espírito e ação guiada pela sabedoria. 
 
No versículo 07 de Atos 06 mostra que, como resultado de uma liderança de visão, a igreja crescia tanto de forma espiritual (crescia a Palavra de Deus), quanto de forma quantitativa (se multiplicava o número dos discípulos). Que Deus ilumine a todos na escolha de líderes de visão, pois assim haverá o verdadeiro e desejável crescimento. 
 
Rev. Anderson Sathler - Pastor da Igreja
Igreja Presbiteriana de Manhuaçu
Praça 5 de Novembro 406 . Centro . Manhuaçu . Minas Gerais
Telefone: 33. 3331.1055
w3vision