YoutubeFacebook

Mensagens

PÁSCOA CRISTÃ

 “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1.29).

 
Estamos, hoje, celebrando a Páscoa. Mas, será que sabemos o que estamos a festejar? Cremos, sinceramente, que muitos ainda não sabem o que na realidade significa a Páscoa. O significado da Páscoa Cristã ainda é desconhecido de muitos dentro e fora da Igreja.
 
Na chamada Semana Santa, há o costume de não se comer carne. A Páscoa Judaica era justamente celebrada com a morte de um cordeiro sem defeito e sua degustação pelos que pertenciam ao Deus de Israel ( Êxodo 12. 1-13).  É por isso que João Batista afirmou assim sobre Jesus: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”(João 1.29). Deus nos concedeu o Seu Filho Jesus para ser o nosso Cordeiro Pascal (1 Coríntios 5.7). 
 
A Páscoa é a comemoração festiva do nosso grande presente. Deus valorizou as pessoas a ponto de libertá-las da escravidão. Deus não quer ver ninguém escravizado, subjugado ou preso. Ele é o Deus da liberdade e da libertação. 
 
Mas, o que na realidade celebramos na Páscoa?
 
A festa da família. Uma festa que deve ser celebrada em família. Jesus a celebrou com os seus discípulos (Mateus 26.17-30). Devemos celebrá-la juntos, pois somos da família de Deus. O cordeiro era imolado para cada família e podia-se até convidar um vizinho se a família fosse pequena (Êxodo 12. 3-4, 21). Hoje, comemoremos juntos esta data tão significativa, que une todo o povo cristão numa só família.
 
A festa do sacrifício. Um cordeiro era sacrificado e o seu sangue passado nas vergas das portas para proteção dos que ali viviam de forma temente a Deus (Êxodo 12. 5-7). Jesus derramou na cruz o Seu sangue por nós, por isso a Bíblia afirma: “...Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os seus selos, porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação”(Apocalipse 5.9). Por meio deste sacrifício na cruz é que se alcança a verdadeira vida, a verdadeira paz. “A única esperança humana de paz está na cruz de Cristo, onde todos os homens, seja qual for a sua nacionalidade ou raça, podem tornar-se uma nova fraternidade”, disse Billy Graham. 
 
A festa da liberdade. Os Israelitas a celebraram apressados, porque seriam livres da escravidão (Êxodo 12.27). Todos os que se encontram com o Cordeiro de Deus – Jesus, são completamente libertos. “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (João 8.36). Somos de fato livres? Temos desfrutado desta liberdade com responsabilidade? 
 
A festa da vida. Os filhos de Israel foram poupados (Êxodo 12.23). Jesus declarou: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10.10b). Esta vida vem desde o nascimento, pois somos criaturas formadas por Deus, está presente em cada instante dando-nos sentido à própria vida e possui uma dimensão futura com a certeza da vida eterna. Temos de fato vida? A vida é única e só possui sentido na pessoa de Jesus. Como a temos usado? E. Renan afirmou: “Acharás boa esta vida se dela fizeres bom uso”. 
 
Vamos celebrar assim a verdadeira Páscoa Cristã. 
 
Eu vou. E você?
 
Rev. Anderson Sathler
Igreja Presbiteriana de Manhuaçu
Praça 5 de Novembro 406 . Centro . Manhuaçu . Minas Gerais
Telefone: 33. 3331.1055
w3vision