YoutubeFacebook

Mensagens

O EXEMPLO DE MARTA

 Dia Internacional da Mulher

Este Dia Especial tem como pano de fundo o triste episódio ocorrido a 08 de março de 1857, na fábrica Cotton de Nova York – EUA, quando 129 mulheres foram trancadas e o edifício onde estavam transformado em um grande crematório. Estas mulheres que morreram eram tecedeiras que trabalhavam 16 horas por dia. Elas lutavam por salários dignos, melhores condições de saúde e redução da jornada de trabalho para que pudessem cuidar melhor de seus filhos e esposos. Esta fumaça do holocausto se espalhou e fez com que CLARA ZETKIN propusesse num Congresso Internacional de Mulheres, realizado na Noruega, em 1910, a instituição do DIA INTERNACIONAL DA MULHER.

É possível lembrar aqui algumas mulheres da bíblia que marcaram a história, deixando grandes lições de vida: Sara, Raquel, Joquebede, Rute, Noemi, Ester, Ana, Maria mãe de Jesus, Maria irmã de Lázaro, Marta, Lídia, Dorcas, Eunice, Priscila e tantas outras.  
 
A vida de Marta pode servir de exemplo para todas as mulheres, mesmo que seja lembrada de uma forma negativa ou com algumas críticas. É possível ver nesta mulher que vivia em Betânia, num lar que Jesus gostava sempre de estar, algumas virtudes extraordinárias.
 
1. Marta, uma mulher hospitaleira. Em Lucas 10.30 encontramos que ela hospedou Jesus em sua casa. Ela abria alegremente o seu lar às pessoas, o que nem sempre é raro acontecer nos dias atuais. O Apóstolo Pedro ao descrever os deveres mútuos dos crentes ele não omitiu a virtude da hospitalidade: “Sede, mutuamente, hospitaleiros, sem murmuração” (1 Pedro 4.9). Você sabia que é possível hospedar anjos em nossas casas? Leia Hebreus 13,2.
 
2. Marta, uma mulher serviçal, trabalhadora. A bíblia informa que quando Jesus chegou a sua casa ela agitava-se de um lado para o outro, sempre ocupada com muitos serviços (Lucas 10.14). Isso é sinal de energia, de força e de entusiasmo. Ela não era uma mulher preguiçosa.  Ela estava antenada aos serviços de sua casa e com certeza cuidava de tudo com muito carinho e dedicação. A bíblia diz que a mulher virtuosa não come o pão da preguiça (Provérbios 31. 27) e que a preguiça gera muitos prejuízos: “Pela muita preguiça desaba o teto, e pela frouxidão das mãos goteja a casa” (Eclesiastes 10. 18).
 
3. Marta, uma mulher comunicativa. Marta era uma mulher do diálogo. Era impetuosa, mas ao mesmo tempo extrovertida. Ela interagia com Jesus, falava o que sentia, era corajosa. Vejamos estas suas expressões: “Senhor, não te importas”; “Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão”; “Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias”. Ao usar sempre a palavra “Senhor”, Marta ensina respeito para com o Senhor Jesus.
 
4. Marta, uma mulher amorosa. Em João 11.5 há o registro de que ela era amada por Jesus: “Ora, amava Jesus a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro”. A lei da reciprocidade deve ser colocada em prática aqui. A pessoa que dá recebe. O seu amor pelo Senhor, revela-se em serviço para Ele. Seu desejo era fazer o melhor para Jesus quando O recebeu em sua casa.
 
5. Marta, uma mulher de iniciativa. “Marta, quando soube que vinha Jesus, saiu ao seu encontro...” e “Tendo dito isto, retirou-se e chamou Maria, sua irmã...” (João 11. 20,28). Ela toma a iniciativa de ir até Jesus quando soube que Ele estava na cidade e chamou sua irmã para ir também. Ela não ficou assentada, acomodada ou apenas esperando. Marta era mulher de ação, era uma pessoa despachada. A Mulher Virtuosa descrita em Provérbios 31 é cheia de iniciativa, a ponto de fazer altos negócios: “Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com as rendas do seu trabalho” (Provérbios 31.16).
 
6. Marta, uma mulher de plena confiança em Deus. Ela declarou a Jesus que tinha certeza de que o que fosse pedido a Deus, Deus haveria de conceder. Ela acreditava que seu irmão Lázaro haveria de ressuscitar no último dia e que Jesus era o Cristo, o Filho de Deus (João 11. 22,24 e 27). Estas expressões revelam plena confiança em Deus, pois Marta era uma mulher temente ao Senhor. Ela tinha plena certeza de que só Jesus, o Filho de Deus, podia ressuscitar seu irmão, e assim mudar a sua história de vida. Sua confiança em Jesus foi recompensada com a ressurreição de seu irmão. Sua fé foi contemplada pelo Senhor.
 
Rev. Anderson Sathler - Pastor da Igreja
Igreja Presbiteriana de Manhuaçu
Praça 5 de Novembro 406 . Centro . Manhuaçu . Minas Gerais
Telefone: 33. 3331.1055
w3vision